• Dança7
Menu

s.carlos.cor2

 

Objetivos

  • Aplicar perspetivas dos Estudos Culturais à investigação sobre “música erudita” em Portugal e no Brasil desde o século XVI até ao presente;
  • Estudar ideias musicais, géneros e práticas através de uma perspetiva interdisciplinar, incluindo uma ampla variedade de abordagens, da história cultural à sociologia, da antropologia à análise musical;
  • Realizar trabalho de campo e pesquisa de arquivo sobre o património musical e processos contemporâneos, tendo em conta uma grande variedade de recursos: documentos históricos e atuais, partituras, tratados teóricos, fontes literárias, iconografia, gravações e materiais audiovisuais.
  • Dinamizar ações de divulgação junto do público em geral.

 

Prioridades

  • As principais instituições musicais portuguesas e os seus repertórios do século XVI à atualidade;
  • História das ideias musicais em Portugal e no Brasil desde o Antigo Regime até à modernidade;
  • Música em Portugal durante o Antigo Regime, com especial ênfase no patrocínio real e no mecenato privado, nos modelos cerimoniais e na produção e circulação de repertórios.
  • Sociabilidades musicais em espaços públicos e privados e interação entre música erudita e músicas tradicionais e populares urbanas;
  • “Música e Estado”, centrado nas relações entre a vida musical portuguesa e a criação e evolução das políticas culturais, com duas áreas predominantes: Música e representação do poder real no Antigo Regime e Música e política durante o Estado Novo;
  • O estatuto social e profissional dos músicos e as suas transformações;
  • História dos géneros musicais em correlação com os seus contextos e práticas interpretativas, em coordenação com a linha temática “Abordagens Históricas à Performance Musical”;
  • O impacto da introdução e disseminação da mediação tecnológica na música portuguesa (teatro, fonografia, rádio, cinema) em conjunto com a linha temática “Música e Media”.