• KovaM
Menu
5 de Dezembro de 2019 a 30 de Maio de 2020 | Lisboa | Museu Nacional de Etnologia
 
 
 
 
É inaugurada no dia 5 de dezembro, pelas 18h30, no Museu Nacional de Etnologia, a exposição "Vergílio Pereira: Itinerários de um Etnógrafo", que tem como objetivo divulgar e valorizar o levantamento de música de matriz rural que este compositor, professor e regente de coros, efetuou em 35 municípios em território continental, a partir do estudo e preservação digital do seu arquivo pessoal. A exposição ficará patente no Museu Nacional de Etnologia de 6 de dezembro de 2019 a 30 de maio de 2020. Doado ao Estado pelos seus herdeiros, este arquivo foi transferido para o Museu Nacional de Etnologia em 1992, tendo em vista complementar outros importantes arquivos de música popular portuguesa de que o Museu já dispunha anteriormente, constituídos por Ernesto Veiga de Oliveira e por Michel Giacometti. Da diversidade de documentação que configura o arquivo pessoal de Vergílio Pereira, são precisamente os registos sonoros amplamente documentados com imagens fotográficas e notas de campo que assumem especial relevo, não apenas pelo quantitativo destes (1811 títulos), mas pelo facto de as suas cópias das gravações realizadas no âmbito da colaboração com a Junta de Província do Douro Litoral consistirem, provavelmente, nos únicos registos sobreviventes dessas recolhas. Constituiu componente central desta exposição a digitalização e disponibilização via internet deste arquivo pessoal, tendo este projeto sido desenvolvido pelo Museu Nacional de Etnologia no âmbito do Programa para preservação digital e publicação em linha dos seus vários fundos arquivísticos que tem em curso desde 2015. A digitalização deste arquivo contou com a colaboração da Universidade de Aveiro, dando assim sequência ao próprio projeto de estudo e inventário do mesmo desenvolvido por Maria do Rosário Pestana, docente nesta universidade e curadora científica da exposição. A inauguração da exposição contará com a atuação do CRAMOL e das cantadeiras do Conjunto Etnográfico de Moldes de Danças e Corais Arouquenses, que interpretarão cantos polifónicos populares registados por Vergílio Pereira. A exposição insere-se nas atividades do projeto de I&D "A nossa música, o nosso mundo: Associações musicais, bandas filarmónicas e comunidades locais (1880-2018)" (PTDC/CPC-MMU/5720/2014), levado a cabo pelo Instituto de Etnomusicologia – Centro de Estudos em Música e Dança (INET-md), que agrega investigadores da UA e da Universidade Nova de Lisboa (UNL), o ISCTE, o Instituto Politécnico do Porto e o Centro em Rede de Investigação em Antropologia (CRIA), da Universidade de Lisboa.
 
 
 
 
Fotografia: Conjunto instrumental da Chula Amarantina ou Rabela (Autor: Vergílio Pereira, Museu Nacional de Etnologia / Arquivo Vergílio Pereira)