• Dança 6
Menu

Centro Científico e Cultural de Macau em Lisboa, 9 de Maio

Palácio Nacional de Mafra, 10 de Maio
 
 
O Centro Científico e Cultural de Macau em Lisboa (CCCM) e a Câmara Municipal de Mafra realizarão nos dias 9 e 10 de maio de 2022, conjuntamente com outras instituições públicas e privadas, a 5th Lisbon Conference: Chinese Music and Musical Instruments, a decorrer no CCCM no dia 9 e, no Palácio Nacional de Mafra, no dia 10 (programa em anexo).
 
Esta edição contará com a participação de renomados etnomusicólogos, musicólogos, músicos e calígrafos, provenientes de sete países e, ainda, de doze académicos, investigadores e músicos portugueses. A par das comunicações de âmbito científico, haverá no dia 9 de maio, uma performance de música e caligrafia chinesa, no Centro Científico e Cultural de Macau e, no dia 10 de maio, a encerrar a conferência, um concerto no Palácio Nacional de Mafra onde será apresentado um programa musical intercultural diversificado que integra desde canções interpretadas em patuá (dialeto de Macau), aos cordofones dedilhados chineses. As comunicações serão proferidas em língua inglesa e abertas ao público em geral, assim como, a performance e o concerto.
 
Desde a primeira edição, os principais objetivos da organização desta conferência têm sido sensibilizar o meio académico, atendendo à inexistência do ensino dessa disciplina nas universidades, conservatórios e academias de música portugueses e a importância de, num futuro próximo, poder vir a ser implementado, em Portugal, o ensino da música e dos instrumentos musicais chineses e asiáticos no âmbito da performance, no contexto da etnomusicologia e da musicologia histórica. É, também, um dos principais alvos da conferência, a divulgação da música e dos instrumentos musicais chineses junto do público generalizado.
 
Esta iniciativa tem como patrocinador principal a Fundação Jorge Álvares que, desde a sua primeira edição, decorrida em 2016, reconheceu a importância na divulgação da arte sonora na China junto de académicos e investigadores, em Portugal. O apoio científico tem sido garantido pela CHIME - European Foundation for Chinese Music Research, com sede em Leiden, na Holanda, desde o lançamento da mencionada conferência. 
 
Nos últimos dois anos não foi possível a sua realização devido à pandemia causada pelo vírus SARS-CoV2.