• Caretos
Menu
Escolher um contacto:
Tags: DeCA | UA  
Imagem do contacto
Doutorando
Departamento de Comunicação e Arte | Universidade de Aveiro
Campus Universitário de Santiago
3810-193 Aveiro
Portugal
Tel: (+351) 234 370 389 (ext. 23700)

Nota Biográfica

León Salcedo atuou como solista e membro de grupos de música clássica e jazz na Colômbia, Europa e Estados Unidos. Já tocou em eventos e locais como o XV Festival de Guitarra de Girona - Costa Brava, em Espanha, Museu Nacional da Colômbia, prefeito de teatro Julio Mario Santo Domingo, Universidade de Chattam, Auditório do Instituto Mellon e Carnegie Hall de Pittsburgh, Auditório do DeCA na Universidade de Aveiro em Portugal. León Salcedo também recebeu prémios e honras da Universidade Carnegie Mellon, Ministério da Cultura da Colômbia, Universidade Distrital de Bogotá e Instituto de Cultura de Pereira.

Os principais professores de Salcedo foram Martín Pedreira em Cuba e Alejandro Montoya e Guillermo Bocanegra na Colômbia. Ele é bacharel em música pela Universidade Teconológica de Pereira e Mestre em Performance de Guitarra pela Universidade Carnegie Mellon, onde recebeu uma bolsa para estudar guitarra com o professor James Ferla. León Salcedo é doutorando no Programa Doutoral em Música da Universidade de Aveiro, onde estudou violão com o professor Pedro Rodrigues.
Atualmente, leciona na Universidade do Distrito Francisco José de Caldas, em Bogotá, e também na Universidade de Cundinamarca, onde é professor associado de guitarra e coordena a área de pesquisa musical no programa de música.
Para mais informações, visite https://leonsalcedo05.wixsite.com/leon-salcedo

 

Ciência Vitae | ORCID

 

Projeto de Doutoramento
 
Título
 
Improvisation in western art music: A theoretical and practical model applied to the Douze Etudes pour Guitarre by Heitor Villa-Lobos
 
Orientação
 
Co-Orientação
 
Resumo
 
LeonSalcedo projeto
 
A prática atual da performance do repertório canônico na música clásica ocidental carece de inclusão de processos de improvisação em comparação com outros estilos musicais. No entanto, há um crescente interesse pela improvisação em intérpretes de música ocidental. Na maioria dos casos, os artistas não têm estratégias de improvisação que os ajudem a guiar suas habilidades já adquiridas em seu trabalho e treinamento. Os intérpretes profissionais possuem forte treinamento no desenvolvimento de operações mecânicas que lhes permitem tocar, esse conjunto de operações se tornam mecanismos expressos em fórmulas de desenhos melódicos, estruturas de acordes, arpejos, escalas, texturas polifônicas ou timbrais, etc., como parte do aprendizado e prática de repertório canônico. Como resultado desse treinamento, o intérprete profissional médio da música clássica ocidental conhece e pode tocar um grande número de mecanismos. Esses mecanismos podem ser desconstruídos e transformados para se tornarem um vocabulário que pode ser usado como material para improvisação. Portanto, considerando essa perspectiva, podemos propor um modelo teórico e prático de improvisação na música ocidental, partindo desse primeiro nível de geração de material estrutural a partir de mecanismos e orientado a intérpretes. Neste projeto, essa abordagem será aplicada ao Douze Etudes pour Guitarre de Heitor Villa-Lobos para obter resultados teóricos e artísticos. Para obter esses resultados, o método proposto é projetado em fases, que abrangem as etapas de pesquisa documental, exploratória, experimental e criativa.