• Bombos
Menu
Escolher um contacto:
Imagem do contacto
Integrado | Doutorando
Departamento de Comunicação e Arte | Universidade de Aveiro
Campus Universitário de Santiago
3810-193 Aveiro
Portugal
Tel: (+351) 234 370 389 (ext. 23700)
CV:

Nota Biográfica

Miguel Gomes nasceu em Viseu e concluiu o curso complementar de música no Conservatório de Música Dr. José Azeredo Perdigão em 2000. Estudou com Suzana Liedgran, Francisco Pereira de Sousa e Ana Serrano. Posteriormente, estudou com Arlindo Silva e Gerardo Ribeiro, até ingressar na Academia Nacional Superior de Orquestra, na classe do professor Aníbal Lima. Em 2007 e 2008 estudou na Meadowmount School of Music, New York (EUA), com o professor Gerardo Ribeiro em violino e Patricia McCarty, Eric Larson e Gerardo Ribeiro em música de câmara. No ano de 2014 concluiu o Mestrado em Ensino da Música – especialização em violino, na Escola Superior de Música de Lisboa. Ingressou no Programa Doutoral em Música – performance (violino) na Universidade de Aveiro em 2015.

Além da sua formação académica regular, Miguel Gomes integrou diversas ações de formação contínua: “UNÍSSONO” – Jornadas de Pedagogia Musical de V. N. de Famalicão” – 2010, “International Meeting of Music and Art – EISA 2017”, “Ser professor sem stress: estratégias para prevenir e superar o síndrome de burnout” – 2018, “Competências de gestão de sala de aula para a prevenção da indisciplina” – 2019, “Mini violin” – 2019, “Perfil do aluno à saída da escolaridade obrigatória: desafios à escola e aos professores” – 2019, “Neuromotricidade e Música: Recursos musicais através do Método BAPNE” – 2019, entre outras. Em Masterclasses de aperfeiçoamento artístico, Miguel Gomes trabalhou com Gerardo Ribeiro, Aníbal Lima, Igor Oistrakh, Daniel Rowland, Blagoya Dimcevisky, Mikhail Bezverkhny, Vladimir Berlinsky, Roberto Valdés, Gilles Apap, Sergey Kravchenko, Rodion Zamuruiev, entre outros.

Miguel Gomes obteve vários prémios em concursos nacionais e internacionais: diploma de mérito na TIM, “Torneo Internationale di Musica” em Colónia (Alemanha) – 2003, com o Trio Vertix, e uma menção honrosa no Concurso Internacional de Instrumentos de Arco Júlio. Em 2005 obteve o 2º prémio no concurso “Prémio Jovens Músicos”, em violino – nível superior. Em 2017 foi laureado com uma menção honrosa no concurso “Rising Stars – Berlin”, na categoria de solista, e foi vencedor do prémio “Bourse de soutien à un jeune musicien intégrant un orchestre professionnel”, do Fonds Culturel National do Luxemburgo.

Desde 2003 tem sido convidado por diversas orquestras nacionais como a Orquestra Metropolitana de Lisboa, Orquestra Gulbenkian, Orquestra de Câmara de Almada, MPMP, Orquestra Utópica, entre outras. Integrou a Orquestra de Câmara Portuguesa (OCP) de 2007 a 2017, ocupando posições de tutti 1º violino e Concertino. Como solista, atuou com a Orquestra de cordas do Conservatório de Viseu, Orquestra de Câmara de Sintra, Nova Orquestra de Lisboa, Orquestra Nacional de Jovens e Orquestra de Câmara Portuguesa. Desde 2017, integra a orquestra Solistes Européens, Luxembourg como músico convidado.

Entre 2005 a 2016, lecionou as disciplinas de violino, viola e classe de conjunto a alunos de níveis iniciação, básico e secundário, no Conservatório de Música do Choral Phydelius, em Torres Novas. Foi também coordenador do departamento de cordas deste conservatório entre 2009 e 2011. De 2012 a 2017, integrou a equipa artística do projeto “Notas de Contacto – a OCPsolidária na CERCIOEIRAS”, que consiste na sensibilização e ensino formal da música a adultos com deficiência intelectual moderada e severa, lecionando violino e instrumental Orff. Regularmente, orienta Masterclasses de violino e orquestra em Portugal e Inglaterra, especificamente na Junior Guildhall School of Music, em Londres. Entre 2014 e 2016 foi ensaiador, professor de naipe e coordenador da secção de cordas da “Jovem Orquestra Portuguesa – JOP”, orquestra integrada na Federação Europeia de Orquestras Juvenis (EFNYO). Atualmente leciona violino, viola e orquestra no projeto especial da EAMCN – Orquestra Geração, desde 2012, em contexto de intervenção social através da aprendizagem musical orientada para a prática de conjunto. Em 2017, assumiu a direção musical da OIGDA – Orquestra Intermunicipal Geração do Atlântico, uma orquestra que integra jovens dos núcleos de Sintra, Oeiras e Sesimbra.

 

 
Ciência Vitae | ORCID

 

Projeto de doutoramento

Título
Uma proposta de edição contextualmente informada do concerto para Violino e Orquestra nº 2 Op. 68 de Joseph Achron
 
Resumo
Esta investigação procura contribuir para o conhecimento no contorno da edição musical, partindo da prática da transcrição e edição contextualmente informada, centrando-se num estudo de caso que envolve o Concerto para Violino e Orquestra nº 2 Op. 68 de Joseph Achron. Através de pesquisa bibliográfica e da artistic research, pretende-se evidenciar os vários contextos inerentes à obra, que incluem o compositor, as suas dimensões históricas e sociais, bem como os procedimentos de pesquisa e reflexão do próprio investigador, como contributo para a criação de uma ferramenta de análise, aberta no campo da relação entre edição e interpretação. Como objetivo final, antecipa-se a divulgação do produto desta investigação através do registo das opções técnico-interpretativas e da gravação fonográfica derivante da edição do manuscrito.
 
Orientador