• Disco2
Menu
Quartas-feiras de 19 de Fevereiro a 8 de Abril de 2020 | 17:30 | Lisboa | FMH
 
 
 
 
A arte contemporânea vem esgarçando cada vez mais as suas redes de relações disciplinares e artísticas, transversalizando seus conhecimentos, suportes e ações. O afeto como modo de troca com o meio, pois para ser afetado a pessoa tem que ter afeto pela coisa, é um indicador primordial desta relação. Um artista ao ser tocado pela experiência estética de um outro artista, remodela a despeito dos novos afetos, sua plasticidade artística sem perder sua estética primária. Neste sentido, nos interrogamos quais as transformações marcantes de uma experiência estética de um criador em outro criador? Quão devastadora é essa experiência a ponto de se abrir uma fenda na própria construção estética e conceitual de trajetória artística já consolidada? E quando se dá essa troca, o artista ao tecer uma teia de relação com estes outros modos de se pensar a criação e seus afetos, novas possibilidades se aportam para outras e diferentes experiências? Esta comunicação buscará tocar em alguns pontos de contato entre dois campos da arte delimitados pela artes plásticas e dança contemporânea e entre dois países lusófonos a partir do diálogo poético-criativo com dois coreógrafos contemporâneos e duas artistas plásticas contemporânea que encontraram nos seus corpos o suporte necessário para expressar suas plasticidades estéticas.
 
 
 
 
Coordenação:
INET-md | FMH
CEAP - Centro de Estudos em Artes Performativas