• Disco2
Menu
Escolher um contacto:
Imagem do contacto
Integrado | Doutorando
Departamento de Comunicação e Arte | Universidade de Aveiro
Campus Universitário de Santiago
3810-193 Aveiro
Portugal
Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Tel: (+351) 234 370 389 (ext. 23700)

Nota Biográfica

Pianista colombiano, estudou na Universidad Nacional de Colombia como aluno de Ángela Rodríguez em 2014 com um concerto na Sala Otto de Greiff, em Bogotá – Colômbia. É também um dos vencedores da Competição de Solistas da Orquestra OSCUN com O Carnaval dos Animais de Camille Saint-Saëns em 2012 no Auditorio León de Greiff, na mesma cidade. Depois, ele estudou Maestría en Pedagogía del Piano com Mac McClure, graduando-se em 2016 com um concerto no Conservatorio de Música da Universidad Nacional e o seu trabalho de graduação: Contextualización de la Sonata n. 2 op. 61 en si menor de Dmitri Shostakóvich.

Atualmente é doutorando em performance (piano) na Universidade de Aveiro – Portugal com o seu projeto de tese intitulado "O pensamento futurista no repertório para piano solo de Leo Ornstein, Henry Cowell e George Antheil" e sob a orientação de Helena Maria da Silva Santana e Shao Xiao Ling.

 

Ciência Vitae | ORCID

 

 
Projeto de Doutoramento
 
Título
O pensamento futurista no repertório para piano solo de Leo Ornstein, Henry Cowell e George Antheil 
 
Andres Projeto
 
Orientação

Helena Maria da Silva Santana

Co-Orientação

 
Resumo

O futurismo foi um movimento artístico que procurou romper com o instituído e as condições e restrições de um passado, particularmente estabelecido pelo Romantismo. Surgiu no início do século XX, na Itália, o Futurismo rapidamente se espalhou para outros países da Europa e do mundo, sendo um movimento que tentou acabar, enunciando de muitos autores, o que foi apontado como a morte da arte e um academismo reinante, surgindo com uma evidente transcendência e vigência no seu tempo.

Ao analisar a maneira de pensar e atuar dos seus participantes, é claro que este movimento teve um forte impacto sobre a comunidade artística do seu tempo, mas não apenas em um nível artístico, mas também ao nível político, social, cultural e ético. Propondo a interação entre as várias disciplinas das artes, expondo e incluindo as inovações tecnológicas da sua época, Futurismo também buscou uma alteração do paradigma criativo, aumentando a velocidade, tecnologia, rebelião, máquina e experimentação do ruido.

Exaltando a importância do Movimento Futurista para o desenvolvimento da criação artística e musical do século XX, particularmente nos Estados Unidos de América, vou me concentrar nos autores Leo Ornstein, Henry Cowell e George Antheil. Estes autores são relevantes para ajudar a expor e destacar como eles projetaram, caracterizaram e contaram o Futurismo nas suas obras, especialmente em algumas de piano solo.

Neste trabalho, os autores mencionados, ao realizar os ideais futuristas, deixam-me também ter uma visão de interpretação histórica e crítica dos mesmos conteúdos, uma vez que é possível estabelecer ligações e contrastes entre a sua música de piano e um repertório mais tradicional. Pois, evidentemente, há restos da uma herança composicional no seu pianismo de desafios técnicos e exploratórios das incomuns qualidades sonoras do piano.

 

Grupo de Investigação: Criação, Performance e Investigação Artística