• Piano
Menu
Escolher um contacto:
Imagem do contacto
Integrado | Doutorando
Faculdade de Ciências Sociais e Humanas | Universidade Nova de Lisboa
Av. de Berna, n.º 26 C
1069-061 Lisboa
Portugal
Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Tel: (+351) 21 790 83 00 (ext. 1583)

Nota Biográfica

Natural de Ganda (Angola), sacerdote, licenciado em direcção coral e mestrado em composição no Pontifício Instituto de Música Sacra de Roma sob orientação do Maestro Valentino Miserachs Grau, Moisés Rafael é doutorando em Ciências Musicais na FCSH/NOVA, na especialidade de Etnomusicologia.
Em 2009 ideou o projecto da Aldeia Cultural Kawanga fundou, junto com amigos e colaboradores italianos a associação Filantrópica ítalo-angolana Ondjango.
O seu principal interesse de investigação académica centra-se na análise da expressão corporal dos vários intervenientes na celebração eucarística em Kawanga (Benguela), tendo como objectivo principal aprofundar a compreensão etnomusicológica do contexto cultual e litúrgico como espaço performativo em Kawanga. Desenvolve estratégias analíticas de significados idiossincráticos de expressões corporais, incluindo dança, gestos e movimentos diversos por participantes no contexto da missa católica e fora dele.
 
 
 
Ciência Vitae
 
 
Projecto de Doutoramento
 
Título
Dança na liturgia em Kawanga: expressão corporal, decoro, idolatria e sensualidade em foco
 
MoisesDout
 
Orientação
 
Resumo
Este estudo centra-se na análise da expressão corporal dos vários intervenientes na celebração eucarística em Kawanga (Benguela). Tem como objectivo geral aprofundar a compreensão etnomusicológica do contexto cultual e litúrgico como espaço performativo em Kawanga. Como objectivo particular, entre outros, pretende desenvolver estratégias analíticas de significados idiossincráticos de expressões corporais, incluindo dança, gestos e movimentos diversos por participantes no contexto da missa católica e fora dele. O método de carácter etnográfico a seguir incluirá colaboração de tipos diferentes com agentes no terreno. Em relação ética/émica próxima, a etnografia colaborativa compreenderá observação participante, entrevistas, conversas informais, gravações e registos audiovisuais em celebrações litúrgicas e outros momentos performativos na área em estudo. A presença directa na comunidade de Kawanga entre 2017 e 2018 fará parte integrante deste projecto de investigação.