• Dança7
Menu
Escolher um contacto:
Tags: DeCA | UA  
Imagem do contacto
Doutorando
Departamento de Comunicação e Arte | Universidade de Aveiro
Campus Universitário de Santiago
3810-193 Aveiro
Portugal
Tel: (+351) 234 370 389 (ext. 23700)

Nota Biográfica

Samuel Barros é Doutorando em Música (Estudos em Performance) e Mestre em Música (Performance) pela Universidade de Aveiro, Portugal, e Licenciado em Música pela UECE (Universidade Estadual do Ceará). Atualmente desenvolve investigações sobre a ansiedade na performance musical no contexto da educação e ensino da música e vem trabalhando no seu projeto de doutorado intitulado “Mapeamento da ansiedade na performance musical: estudo quantitativo e qualitativo da sua prevalência no ensino superior”. Além disso, colabora nas atividades no âmbito dos projetos de investigação do StressLab® (Laboratório de Estudos de Investigação e Intervenção no Stresse), com particular relevo no treino das sessões de Biofeedback para estudantes/profissionais de música e professores do Ensino Superior. Como trombonista exerce atividades musicais em orquestra sinfônica, orquestra de jazz, música de câmara, música brasileira e também atua no processo do ensino e aprendizagem do instrumento.

 

Ciência VitaeORCID

 

Projeto de Doutoramento
 
Título

Mapeamento da ansiedade na performance musical: estudo quantitativo e qualitativo da sua prevalência no ensino superior

 

Orientação

Helena Marinho

 

Co-orientação

Anabela Pereira (Universidade de Aveiro)

 

Resumo

Esta investigação tem como objetivo estudar a prevalência da ansiedade na performance musical (APM) entre estudantes de música (instrumentistas e cantores) do ensino superior em Portugal, tendo em conta que, ao contrário do que ocorre em outros países, não existem estudos abrangentes que caracterizem o contexto dos músicos portugueses no que diz respeito à incidência da APM assim como não existem instrumentos psicométricos construídos de raiz para esta população. Isto dito, o estudo do contexto do ensino superior de música permitirá o desenvolvimento de abordagens qualitativas focadas sobre a etiologia da APM em músicos em início de carreira. Os métodos preveem 3 fases de pesquisa: 1 - Estudar e compreender as origens e causas da APM através da realização de entrevistas semiabertas (focus group) com professores e estudantes do ensino superior; 2 - Desenvolver e validar a Escala Portuguesa de Avaliação da Ansiedade na Performance Musical (EPAAPM); 3 - Com base nos resultados das entrevistas de focus group e na aplicação da EPAAPM, bem como na revisão de literatura, mapear e caracterizar a APM de forma quantitativa e qualitativa. Este mapeamento permitirá reconhecer a prevalência da APM em Portugal, iniciar discussões sobre novas abordagens para o aprofundamento desta temática e, possivelmente, reduzir a APM, quer em contexto de formação e ensino da música, quer em contexto da prática profissional.